Brasil

Carol e Ana Tereza

São Luís / MA

Ouça

Baixe o Flash Player para ver este player.

Coloque no seu site

Copie o código abaixo e cole no seu site.

Release

CAROL E ANA TEREZA




As cantoras Carol - Ana Carolina da Cunha Rodrigues (23) e Ana Tereza-Ana Tereza da Cunha Rodrigues (21), irmãs, nascidas em São Luís-MA., filhas de Osvaldo Monteiro Rodrigues Filho e Isabel Cristina da Cunha Rodrigues, estão sendo apontadas como a grande promessa da Música Popular Maranhense pela versatilidade e qualidade do trabalho que vêm desenvolvendo.

Elas se dedicam à música desde à infância; participantes de Corais como São Joãozinho e Amor e Vida. Carol é aluna da Escola de Música do Maranhão; da Universidade Federal no Maranhão(Licenciatura em Educação Artística) e da Universidade Estadual do Maranhão(Licenciatura em Música) e dedica-se ao estudo de violão e toca vários instrumentos de percussão. Ana Tereza é aluna da Escola de Música do Maranhão e dedica-se ao estudo de cavaquinho, guitarra e violão.

Em 1999, criaram o grupo de pagode “Tô Que Tô No Samba” com o qual conquistam espaço nos palcos de São Luís.

Em 2000, já conhecidas por seus atributos musicais, foram convidadas a participar de vários blocos tradicionais carnavalescos da cidade.
Entretanto, optaram por apoiar a estréia do bloco “O Príncipe da Meia-Noite”. Começaram a fazer apresentações na temporada momesca, nos diversos circuitos carnavalescos maranhenses, inclusive nos “Vivas” de São Luís e, mais tarde, também, se apresentaram em temporadas juninas; apresentações que passaram a ocorrer todos os anos, a partir de então.

No ano seguinte, decidiram criar o grupo de samba denominado “Grupo Ciranda”, fundado por Osvaldo Monteiro, o Goiano, e Isabel Cristina, pais e principais incentivadores de Carol e Ana Tereza. Na frente do Grupo Ciranda, granjearam o primeiro lugar no Concurso de Pagode, promovido pela TV Difusora canal 4, Programa Maranhão TV. Entre mais de 60 grupos inscritos,o Grupo Ciranda classificou-se em 1º lugar nas categorias de a melhor músicae o melhor intérprete. Primeiro, de muitos outros prêmios no currículo das irmãs.
Em 2002, já conhecidas pela desenvoltura em palco, elas iniciam uma nova trajetória: nasce a dupla Carol e Ana Tereza, apresentando um repertório maduro que combina grandes composições da MPB, importantes nomes do samba e chorinho brasileiros.

Já, como dupla, Carol e Ana Tereza, no final do ano 2002, recebem o prêmio Revelação da Noite, promovido pela Universidade FM. No início de 2003, no III Festival maranhense de Músicas Carnavalescas, promovido pelo Sistema Mirante de Comunicação, afiliado da Rede Globo, Carol e Ana Tereza levaram o prêmio como melhores intérpretes, e a música defendida pelas irmãs, PAIXÃO EMAGIA, OH LALÁ FOFÃO, do compositor Oberdan Oliveira, classificou-se também em 1º lugar.
Carol e Ana Tereza, com um repertório eclético e de bom gosto, continuam a fascinar o público nos eventos para os quais são convidadas, como o 4º e 5º Congressos Musicais Promovidos pela Ordem dos Músicos, em 2003 e 2004, respectivamente, e o Círculo de Talento, promovido pela rádio universidade Fm em 2003.

A cada ano, elas vêm conquistando maior número de apreciadores. Acompanhadas de sua própria Banda, são possuidoras de um repertório bastante diversificado. Em todas as suas apresentações: ora nos PALCOS, PRAÇAS ou VIVAS, são sempre muito aplaudidas, pelo talento e graça com que conduzem os seus shows.

Carol e Ana Tereza já fazem parte dos cenários artístico e cultural do Maranhão. Colorem as noites de São Luís com o ecletismo e encantamento de seu repertório. Algumas vezes, chegam a emocionar o público que lhes assiste quando acasalam música e poesia, ora declamando um dos mais lindos versos de Vinícius de Moraes: Soneto da Fidelidade; ora adicionando à canção Ilha Magnética, de César Nascimento, o poema “Canção sem Rima para uma Ilha”, do grande poeta maranhense Carlos Cunha, de quem as artistas têm a honra de serem netas. As irmãs encantam pela paisagem de juventude e inteligência que deixam reluzir em cada espetáculo. Declamam Drummond como se ele estivesse presente e fazem do “E agora José?...” um aperitivo para novas músicas, adubadas com a performance que elas irradiam no palco, ora tocando os mais diversos instrumentos musicais, ora dançando. As vozes melodiosas não são apenas belas, mas traduzem o que há de melhor nas MPB e MPM. Com um repertório eclético, elas disseminam beleza, talento, cultura e arte, na legitimidade do termo.
Carol e Ana Tereza lançaram seu primeiro CD no segundo semestre de 2006. É um trabalho que, sem dúvida alguma, exigiu um certo cuidado por parte das intérpretes quanto à escolha do repertório. Jovens, mas de um gosto musical apuradíssimo, elas incrementam esse trabalho com músicas de sua autoria, de autores maranhenses e nacionais; regravação de chorinho,como é o caso do Urubu Malandro (Louro e João de Barro); e o antigo sucesso dos anos 60, Banho de Lua( F.Migliacci e B. de Filippi), sem falar que essa produção vem essencialmente caracterizada com o estilo das artistas. Compositores como Antonio Vieira, Marcelo Guimarães, Gerude, César Nascimento, César Roberto, Glad, Carlos Cunha, Wanda Cunha, Isabel Cunha, Jarbas Nojosa e outros estão presentes neste primeiro CD. A produção fica por conta de Marcus Lussaray.

Carol e Ana Tereza já possuem um grande número de admiradores. O Lançamento do primeiro CD teve como fins principais: a divulgação da cultura local através de um show que mostra o trabalho musical das jovens intérpretes, como também o dos compositores da terra e dos demais artistas.
Ademais, elas não almejam somente trilhar o espaço de São Luís. A conquista por novas trajetórias faz parte de seus planos, porque o sonho é bem maior.
A dupla foi selecionada para participar da programação da FEIRA DA MÚSICA 2005, realizada em Fortaleza, no período de 17 a 21 de agosto. Como representantes do Maranhão, as artistas aproveitaram a oportunidade para divulgar o seu CD A FIM DE VOCÊ, cujos exemplares foram vendidos em considerável quantidade, revelando a receptividade e a simpatia do público alencarino pelo trabalho desenvolvido pelas maranhenses. Nos shows realizados, contaram com aplausos e admiração do público; foram requisitadas por vários meios de Comunicação para serem entrevistadas, entre eles, a TV Diário; a TV União; a TV Cultura; a Rádio Universitária de Fortaleza e outros.

Na Feira de Música em Fortaleza, as meninas estrearam além-Maranhão. Esse vôo, ainda que tenha durado quatro dias, foi suficiente para alar a esperança de que um dia elas poderão levar seu trabalho a outras regiões brasileiras, porque o que elas querem mesmo é abraçar o Brasil inteiro com suas vozes. Determinação e pertinácia também são sinônimos de Carol e Ana Tereza. Contudo, um grande sonho, mesmo que construído com responsabilidade, coragem e inteligência, precisa, a qualquer tempo, de apoio, de patrocínio, de oportunidades que façam do reconhecimento as bênçãos de Deus. Logo, o importante não é apenas sonhar; é acreditar no sonho – ter fé - como fazem essas duas maranhenses, cujos olhos lembram o mar e cujos brilhos lembram estrelas.

E se um dia vocês presenciarem os pássaros se calarem, para ouvirem embevecidos dois passarinhos que cantam melodiosamente sobre o ninho da magia e sedução, não pensem que se trata de um casal de uirapurus. Com certeza são Carol e Ana Tereza, no palco de suas realizações, a reproduzirem com esmero a lenda dos uiramiris.

Integrantes

Não há nenhum integrante cadastrado

Dados para Contato

Telefone: 96196067
Site: www.flogao.com.br/caroleanatereza
Email: caroleanatereza@yahoo.com.br

Influências


Últimas Fotos

Não há nenhuma foto cadastrada

Shows e Eventos

Não há nenhum evento programado


Últimos Comentários

Não há nenhum comentário cadastrado


Garagem MP3 © 2006-2017 • Política de Privacidade
HomeCifrasCadastre sua BandaContato