Regional

MARY TEREZINHA

Ribeirão Preto / SP

Ouça

Baixe o Flash Player para ver este player.

Coloque no seu site

Copie o código abaixo e cole no seu site.

Release

Mary Terezinha Cabral Brum, a Mary Terezinha nasceu em Tupanciretã, no estado do Rio Grande do Sul, em 30 de março de 1948, às oito e meia da manhã. Filha de Wilma Cabral Brum e Euclides do Nascimento Brum.
Mary nasceu em Tupanciretã, mas andou por outros municípios durante a infância. Lá pelo início da adolescência, a moreninha que já floreava as primeiras notas no acordeom chegou à Bagé. Na “Rainha da Fronteira” e ao lado de sua família, estabeleceu residência. Ali, em abril de 1961, conheceu o parceiro que mudaria sua vida.
Teixeirinha chegara a Bagé para se apresentar no Cine Glória. Gravara "Coração de Luto" no ano anterior e estava “estourado” em todo o Brasil. Mary, com apenas 15 anos, era famosa na região por tocar as canções do “rei do disco” nas rádios locais. O apelido, “Teixeirinha de Saias”, não deixava dúvidas sobre o talento da menina.
Na noite de 4 de abril, os bageenses se acolheraram nas dependências do Glória para ver Teixeirinha. Detrás da cortina, o mais novo astro da MPB estava com problemas: seu gaiteiro, Ademar Silva, não conseguira chegar a tempo para o show. Quem
acompanharia Teixeirinha?
Enquanto isso, Mary havia ganho um concurso que premiava quem melhor cantasse uma canção de Teixeirinha. O diretor da Rádio Cultura de Bagé – um dos organizadores do show com o cantor – viu, então, a solução para o problema de Teixeira. Chamou Mary
e perguntou se a moça teria coragem de acompanhar o artista.
Ela teve. Dali, saíram para sete apresentações que se transformaram em mais de 500 canções gravadas, em 5 dezenas de LPs, 12 filmes, incontáveis shows e programas no rádio, infinitos “Certo, Teixeirinha!”, dois filhos e um sucesso absoluto.
Teixeirinha e Mary Terezinha passaram à História como a mais querida dupla de artistas do sul brasileiro. São lembrados até hoje como referência musical do Rio Grande do Sul para o Brasil.
Em 1984, veio a separação da dupla. Teixeirinha seguiu carreira solo até o ano seguinte, quando faleceu. Mary, saturada das polêmicas acalentadas pela imprensa brasileira, saiu do país, casou-se com o mentalista Ivan Trilha e só regressou tempos depois, quando voltou a produzir e gravar discos. Em meados dos anos 1990, converteu-se ao neoprotestantismo e tornou-se cantora gospel, com três CDs gravados.

Integrantes

Não há nenhum integrante cadastrado

Dados para Contato

Telefone: Não informado
Site: Não informado
Email: Não informado

Influências


Últimas Fotos

Não há nenhuma foto cadastrada

Shows e Eventos

Não há nenhum evento programado


Últimos Comentários

Não há nenhum comentário cadastrado


Garagem MP3 © 2006-2017 • Política de Privacidade
HomeCifrasCadastre sua BandaContato