Sertanejo

NENETE E DORINHO

Ribeirão Preto / SP

Ouça

Baixe o Flash Player para ver este player.

Coloque no seu site

Copie o código abaixo e cole no seu site.

Release

Waldemar de Franchesi, o Nenete, nasceu em Pirassununga, no interior do estado de São Paulo, em 29 de junho de 1919 e faleceu em 26 de dezembro de 1989, vítima de uma tentativa de assalto em sua residência na cidade de Pirassununga.
Isidoro Cunha, o Dorinho (apelido carinhoso que ele tem desde a infância), nasceu em Bernardino de Campos, no interior do estado de São Paulo, no dia 09 de julho de 1933 (algumas biografias mencionam Piraju/SP como a cidade-natal de Dorinho, mas na verdade, Piraju é a cidade onde ele foi registrado, no dia 18 de outubro de 1933).
Nenete já havia participado da dupla "Nenete e Ditinho" no ano de 1943 em Pirassununga, e já integrou também o "Trio Saudade", com Ninão e Nininho.
Com o "Trio Saudade", chegou a atuar na Rádio Record de São Paulo, no programa "Hora dos Municípios" comandado por Genésio Arruda entre 1947 e 1955.
Nenete também atuou durante 5 anos com o nome artístico de Limeira e formou dupla com Luizinho, tendo atuado durante um ano nos programas "Imagens do Sertão" e "Alma da Terra" na Rádio Tupi de São Paulo.
Isidoro Cunha, por outro lado, desde criança, aos 8 anos de idade, já cantava e tocava cavaquinho. Estreou como músico no ano de 1949 na Rádio Difusora de Ourinhos, cantando no "Trio Bernardinense".
E, no ano de 1950, Dorinho se mudou para a capital paulista, tendo formado a dupla "Doro e Dorinho", a qual se apresentou durante algum tempo no programa "Mutirão do Sumaré", comandado pela dupla Brinquinho e Brioso. A dupla "Doro e Dorinho" também foi vencedora de um concurso na Rádio Record de São Paulo.
E foi no ano de 1954 que Dorinho, participando do Concurso de Violeiros do IV Centenário da Cidade de São Paulo, conheceu Nenete e com ele formou a dupla "Nenete e Dorinho", que gravou o primeiro disco em 1958, com o tango "Meu Perdão" e a rancheira "Teu Castigo". Nenete participava da Mesa do Juri nesse Festival. Tendo se surpreendido com a voz de Dorinho e, há um ano procurando por um parceiro, Nenete convidou Dorinho para que lhe visitasse e a partir daí, nasceu a renomada dupla.
Pouco tempo depois, a dupla "Nenete e Dorinho" passou a ser acompanhada pelo famoso acordeonista Nardelli (Antônio Onofre Figueiredo), que com eles formaram um trio de bastante sucesso, que deu um novo ritmo à música sertaneja e que foi levado pela professora Dulce Palma de Franceschi à Rádio Tupi, onde fizerem sua estréia como trio.
O trio "Nenete, Dorinho e Nardelli" recebeu inclusive o Troféu Roquete Pinto por seus sucessos. Foi também considerado como o trio mais premiado do Brasil pelos troféus e medalhas que receberam em sua trajetória artística.
A maioria dos discos de "Nenete, Dorinho e Nardelli" foram gravados na RCA (atual BMG), gravadora da qual em 1966 Nenete foi também nomeado produtor, cargo que ocupou até o ano de 1971, e no qual supervisionou diversas duplas, dentre as quais Léo Canhoto e Robertinho e Belmonte e Amaraí, entre outras. Gravaram na RCA por 16 anos e gravaram ainda mais 3 discos na Continental, totalizando 20 LPs e mais de 30 discos 78 rpm. Após gravar mais um disco na Copacabana, Nenete resolveu parar com o trabalho por motivos de saúde.
Dorinho e Nardelli formaram então, juntamente com Reinaldo Benedetti (o Maracá) o trio "Maracá, Dorinho e Nardelli", que gravou mais dois LP's. Por motivos particulares, Nardelli deixou o trio em 1970 e foi substituído por Ponteli (João Pontel, nascido em Olímpia/SP no dia 22 de junho de 1938). O novo trio gravou então mais dois discos pela Phillips (hoje Universal) e encerrou as atividades em 1975.
Dorinho se casou com Iara Benedetti Cunha (nascida em Campinas/SP em 1958), filha de Maracá.
Em 1989, ocorreu o trágico falecimento de Nenete, conforme já foi mencionado.
No ano de 1994, Dorinho e Iara convidaram o acordeonista Ponteli, para fazer parte do novo trio que acabava de nascer: "Dorinho, Iara e Ponteli", conhecido carinhosamente como sendo "Um Trio de Ouro". Gravaram quatro CDs. O trio se desfez com o falecimento de Dorinho ocorrido em 08 de outubro de 2011.
Em 2012 Iara se une a Irene (do Duo Ciriema) e forma um novo trio "Irene, Iara e Ponteli", e gravaram um CD. Mas por motivos particulares esta união não deu certo, e em 2013 Iara se une à Linaldo, formando então o trio "Linaldo, Iara e Ponteli", e já lançaram o seu primeiro trabalho.

Texto: Sandra Cristina Peripato

Integrantes

Não há nenhum integrante cadastrado

Dados para Contato

Telefone: Não informado
Site: Não informado
Email: Não informado

Influências


Últimas Fotos

Não há nenhuma foto cadastrada

Shows e Eventos

Não há nenhum evento programado


Últimos Comentários

Não há nenhum comentário cadastrado


Garagem MP3 © 2006-2017 • Política de Privacidade
HomeCifrasCadastre sua BandaContato