Sertanejo

NIL BERNARDES

Ribeirão Preto / SP

Ouça

Baixe o Flash Player para ver este player.

Coloque no seu site

Copie o código abaixo e cole no seu site.

Release

Nil Bernardes é um paulistano que aos três anos de idade já cantarolava ao som do saxofone de seu pai. Sua primeira experiência de palco foi no Clube Lapeaninho, no bairro da Lapa em São Paulo, onde com apenas quatro anos venceu um concurso de calouros. Teve uma infância igual a toda criança de periferia. As peladas na rua de terra, soltar pipa e cantar faziam parte do seu dia-a-dia. Os festivais da escola quase sempre eram ganhos por ele, pois aos doze já compunha e sonhava em ser um artista famoso. Seu primeiro grupo musical chamava-se "Jovens Atuais", formado por Nil, Luizinho, Toninho, Zé Oscar (Pixilinga).
Trabalhou como office boy e também no Banco Bamerindus. Preparava-se para cursar o primeiro ano de Comunicações na FIAM quando reencontrou Antonio Luiz (Tic-Tic), um amigo de infância que cantava na noite e o convidou para ir a uma casa noturna vê-lo cantar. Dois dias depois, Nil apareceu por lá e deu uma "canja". A dona da casa ficou impressionada e o convidou para cantar profissionalmente. Uma semana depois, trancou a matrícula na Faculdade, pediu demissão no Banco e foi cantar na noite.
Logo depois conheceu Marco Silvestre que o apresentou ao Terry Winter, que estava precisando de um contrabaixista na sua banda. Nil foi se integrar ao grupo do Terry e viajar por vários estados e países, se apresentando como contrabaixista e vocalista. Nascia então uma parceria musical que duraria 15 anos. Sua primeira experiência em disco foi uma participação especial num compacto do Terry pela New Records Copacabana, em 1980, com o pseudônimo de Neil Bernard. Juntos compuseram mais de 100 músicas. Alguns sucessos dessa parceria foram "Look At Me", "Once More a Fool", "Filho Pródigo", "Mãe de Leite", "Sonho de um Caminhoneiro" e "Tributo a um Caminhoneiro", este último levou a gravadora Copacabana a convidá-lo a gravar um disco em 1983.
Contratado pelo então diretor artístico Luiz Mocarzel, gravou dois compactos pela Copacabana - "A Menina do Banco" (Nil Bernardes, Paulo Ricardo e João Bravo), "Por Você Fiquei Pirado" (Nil Bernardes, João Bravo e Moskemberg) e "Lembra Eu Te Amo" (Versão: Juvenal de Oliveira) e "Algo Estranho e Louco" (Nil Bernardes e Terry Winter). Luiz Mocarzel foi um dos grandes incentivadores de sua carreira.
Em 1983, conheceu através do empresário Paulo Ricardo Cunha o ator Orival Pessini - criador do boneco Fofão - com quem faria uma parceria musical e de trabalhos, culminando com apresentações nos shows da Turma do Balão Mágico e Fofão e depois nos shows do Fofão e sua Turma.
Em 1989 lançou um LP pela gravadora Esfinge. Em 1992 venceu o 2° Festival Rímula de Músicas Regionais com a canção "Sinfonia Sertaneja" (Nil Bernardes e Chico Valente), ganhando também o prêmio de melhor intérprete. Em 1993 gravaria pela San Francisco um LP cujo sucesso foi a música "Raio de Sol".
Em 1995, juntamente com Luiz Schiavon e Marcelo Barbosa, trabalhou no projeto musical da novela "O Rei do Gado" culminando com a formação do grupo "Orquestra da Terra", intérprete do tema de abertura da novela que foi ao ar em 1996 pela Rede Globo de Televisão.
Em 1998 lançou um CD com músicas voltadas ao movimento country, tendo em uma das faixas a música "Sonho de Peão", uma parceria musical com o jornalista esportivo Juarez Soares. Seu currículo de autor inclui temas em novelas como "O Rei do Gado" (Abertura), "Esperança" (Abertura), "Cabocla" (Abertura), "Sinhá Moça" e "Paraíso".
Como produtor e co-produtor de discos trabalhou com Leonardo, Zezé Di Camargo e Luciano, Bruno e Marrone, As Marcianas, Fofão, Donizetti, Gian e Giovani, Frank Aguiar, Joanna, Harmonia do Samba, Cézar e Paulinho, Terry Winter, Roberta Miranda, Antonio Fagundes, entre outros.
Atuando na área de dublagens como diretor e adaptador musical fez trabalhos como "Barney", "Pokémon", "Digimon", "Tartarugas Ninjas", "Bebê Lilly", "Zooboo Mafoo", "Seemore", "Vila Sézamo" e muito mais.
Integrante da "Banda Domingão", Nil Bernardes procura conciliar as funções de cantor, músico, compositor e dublador da melhor maneira possível. Está presente também como colunista no Jornal Sertanejo (No Camarim com Nil Bernardes) e apresenta com Maria José Franco o Programa "Jornal Sertanejo na TV".
Seja compondo, cantando ou produzindo, Nil diz que deveria ajoelhar no milho todas as noites e agradecer a Deus pelo dom e por tudo que tem recebido na vida.

Contatos:
Fones: (11) 99725-7692 / Nextel (11) 7780-1604 ID 92*205-695
Site Oficial: www.nilbernardes.com.br

Integrantes

Não há nenhum integrante cadastrado

Dados para Contato

Telefone: Não informado
Site: Não informado
Email: Não informado

Influências


Últimas Fotos

Não há nenhuma foto cadastrada

Shows e Eventos

Não há nenhum evento programado


Últimos Comentários

Não há nenhum comentário cadastrado


Garagem MP3 © 2006-2017 • Política de Privacidade
HomeCifrasCadastre sua BandaContato